vacinas em bebê
Maternidade

Vacinas: quais delas o meu bebe precisa tomar?

Após o nascimento do bebê, a primeira coisa com que ele tem contato, é uma vacina. As vacinas são de extrema importância para o ser humano, pois faz com que o corpo crie anticorpos sobre as doenças, a fim de evitar a contaminação e riscos causados por elas.

O esquema vacinal infantil é essencial para o bom desenvolvimento e proteção da criança. A vacinação é obrigatória e está disponível gratuitamente em toda a rede de saúde do Brasil.

Confira a lista com as principais vacinas infantis

Abaixo, listamos as vacinas que o bebê deve tomar no esquema vacinal:

  1. Hepatite B – Tomada já na primeira hora de vida ou até 12 horas após o nascimento, ela imuniza o bebê contra a Hepatite B com 95% de eficácia.
  2. BCG – É aplicada no primeiro mês de vida e imuniza contra as formas graves de tuberculose. É aplicada no braço direito, gerando a famosa cicatriz que temos para sempre, como reação dela.
  3. Hepatite A – Administrada em dose única para crianças entre 15 e 23 meses.
  4. Penta/DTP – Administrada para a proteção de cinco doenças: Hepatite B, Coqueluche, Tétano, Difteria e infecções pela bactéria Haemophilus tipo B.
  5. VIP/VOP – Administrada aos 2, 4 e 6 meses de vida, com reforço aos 15 meses e 4 anos de idade, ela protege a criança contra Poliomielite e paralisia infantil. A VIP é administrada de forma injetável, sendo a Vacina Inativada da Poliomielite, e os reforços são a VOP Vírus Atenuado em gotinhas.
  6. Pneumo 10 Valente – Imuniza a criança contra dez subtipos da bactéria pneumococo, sendo aplicadas aos 2 e 4 meses, com reforço com 1 ano.
  7. Rotavírus – Dividida em duas doses sendo aos 2 e 4 meses, protege contra a grave infecção gastrointestinal que leva a uma desidratação severa com risco de morte.
  8. Meningocócica C – Administrada aos 3 e 5 meses de vida, com reforço aos 12 meses, imuniza a criança contra a meningite C, que pode causar lesões cerebrais, surdez e até a morte.
  9. Febre Amarela – É administrada em dose única, aos 9 meses de idade. Existia antes um reforço aos 10 anos, porém só é realizado em áreas de risco ou em casos de viagens para áreas de risco caso seja requisitado. Para essa vacina é importante realizar o teste do ovo, ofertando ovo para a criança uns dias antes da vacinação para observar reações alérgicas. Caso houver alergia a ovo, deve ser avisado no posto de saúde para a aplicação da vacina com outro componente, a fim de evitar reações alérgicas.
  10. Tríplice Viral – Protege a criança contra Rubéola, Caxumba e Sarampo. As doses devem ser administradas aos 12 e 15 meses, com reforço aos 4 e 6 anos.
  11. Tetra Viral – Protege contra Sarampo, Rubéola, Caxumba e Catapora (varicela). Administrada aos 15 meses.
  12. Influenza – Protege contra a gripe, e deve ser tomada uma vez por ano nas crianças entre 6 meses e 5 anos. Anualmente, é realizada a campanha de vacinação contra a Gripe.
  13. HPV – Protege contra o Vírus do Papiloma Humano HPV, que é transmitido sexualmente e pode também causar o câncer de colo do útero. É administrado em meninas entre 9 e 14 anos e meninos entre 12 e 13 anos, bem antes do início da puberdade e vida sexual, para reduzir os índices de contágio pela doença.
Vacinas do bebê
Conheça as principais vacinas de bebê

O Ministério da Saúde incluiu, no início de 2022, crianças entre 5 e 11 anos no Plano Nacional de Operacionalização da Vacina contra a Covid-19 (PNO). Lembrando que a vacina contra Covid-19 não deve ser administrada junto com outras vacinas. Deve-se esperar um período de 15 dias entre as vacinas previstas para aplicação naquele mês.

Fique atento às doses, datas e ao cumprimento do esquema vacinal, pois estar com o esquema em dia garante a proteção do seu filho para toda a vida. Não antecipe ou atrase as vacinas, pois pode fragilizar o sistema imunológico da criança. Reações como febre e dor local são comuns e podem ser controladas com uso de medicações indicadas pelo pediatra. Manter as visitas regulares com o pediatra também é importante para a saúde do seu filho.

→ Confira também os melhores shampoos para seu bebê!

Você também pode gostar...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.