transição berço
Maternidade

Berço: 03 dicas de como fazer a transição para a cama

Saiba como fazer a transição do berço para a cama com seu bebê!

Ter uma rotina estabelecida é de grande importância para a vida das crianças. E um dos aspectos mais importantes é o sono, pois as crianças precisam ter um descanso de qualidade diariamente para que seu desenvolvimento ocorra de uma forma adequada, e que os aprendizados do dia sejam solidificados. Nesta rotina, dormir 8 horas de sono por dia traz benefícios relacionados à memória, controle emocional, relações interpessoais e em vários outros aspectos importantes na vida das crianças. 

A transição do berço para a cama é um problema bastante comum na vida dos pais, isso ocorre porque algumas crianças possuem grande dificuldade com esse novo hábito e precisam de um tempo para sua adaptação. Dessa forma, a mudança para cama deve ser feita de uma forma agradável e principalmente segura, e sempre respeitando o tempo e as inseguranças das crianças.

Pensando em ajudar os pais nesse momento tão complicado, separamos, neste artigo, algumas informações de extrema importância, como quando trocar o berço pela cama e principalmente como realizar esse processo. Quais são os benefícios deste momento para criança e como escolher a melhor cama e o melhor colchão para essa nova fase da vida de uma pessoa tão importante na sua vida. Acompanhe agora!

QUANDO FAZER A TROCA DO BERÇO PELA CAMA?

Uber local de abrigo para as crianças desde os seus primeiros dias de vida. E dessa forma, para os pequenos, dormir ali é um sinônimo de segurança e também de conforto. Existem alguns modelos de berços que vão acompanhando a criança conforme elas vão crescendo, aumentando o tamanho de sua estrutura, enquanto alguns outros tem um tamanho padrão, e quando o bebê ainda é muito pequeno, são preenchidos apenas com almofadas conforme existir a necessidade.

Além do que já foi mencionado, é necessário que os pais ergam o pequeno para tirá-lo de dentro do berço, o que pode muitas vezes dificultar um pouco esse processo e até mesmo causar dores na coluna quando a criança já está um pouco maior e um pouco mais pesada. 

Conforme a criança vai crescendo, em alguns casos, os berços já se tornam algo perigoso, pois as grades das suas laterais e não são capazes de contê-los, ou seja, já são menores que a sua altura, e sendo assim, podem ocorrer quedas quando a criança acordar durante a noite e seus pais não tiverem observando. 

COMO REALIZAR ESSA TRANSIÇÃO DE UMA FORMA AGRADÁVEL?

A transição do berço para a cama
Transição do berço para a cama de forma saudável

Como já me chamado, o berço é um lugar aconchegante para as crianças e é exatamente por conta disso que a transição para cama pode não ser uma tarefa tão fácil, mas é possível desde que exista paciência e dedicação dos pais.

Dica número 01: Uma das primeiras dicas, que é completamente importante, é que exista um envolvimento da criança nessa escolha, ou seja, levá-lo para experimentar camas e colchões e mostrar como esse acessório pode ser divertido, e principalmente que agora ele já está um pouco grande, e grande o suficiente para utilizar. Como as crianças gostam e possuem o hábito de imitar seus pais, essa pode ser uma forma estratégica de argumentar. 

Dica número 02: Para que não existam traumas e medos na hora de dormir, recomenda-se que pelo menos um dos pais fique deitado com a criança, nem que seja apenas nos primeiros dias, para que a mesma consiga relaxar. É interessante fazer também alguma atividade lúdica, como por exemplo contar histórias e músicas mais calmas. 

Dica número 03: Por fim, os pais devem dar boa noite apenas da porta do quarto, depois de colocar a criança na cama e cobri-la. Esse é um método que dá a garantia para que os pais consigam sair de cena aos poucos, enquanto o pequeno vai se adaptando à cama. É fundamental que nesta última etapa, existam uma grade para colocar na cama, pois as crianças têm o costume de se movimentar muito durante a noite, para evitar o risco de quedas e tornar esse momento um pouco negativo.  

Ficou interessado em realizar essa transição em sua casa? Aos pouco e com paciência você chega lá. Boa sorte!

Você também pode gostar...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.