Os corredores ficam mais silenciosos, as salas de aula ficam vazias, as manutenções estruturais surgem aqui e ali no campus.
O período de férias transforma o ambiente de uma Instituição de Ensino, indicando que é o momento de preparação e planejamento para um novo semestre letivo que está por vir.
Para os alunos, no entanto, as férias funcionam quase como que uma libertação total dos esforços acadêmicos.
Muitos aproveitam a oportunidade de ter dias sem a pressão e sem preocupação com provas, noites de estudos e rotina de aulas, para viajar, tocar projetos pessoais, descansar e, principalmente, se desligar totalmente dos assuntos da instituição de ensino na qual estudam.
Do ponto de vista estratégico, esse distanciamento natural que ocorre nos meses de férias representa um grande desafio para os departamentos de comunicação e de marketing: como realizar ações para manter o alunado engajado e informado sobre o calendário acadêmico e as atividades fundamentais para o negócio como a reabertura e a renovação de matrícula, por exemplo?
Pegando o exemplo acima, talvez você já tenha passado por essa situação em sua IES: alunos que se esquecem de que precisam realizar a renovação de suas matrículas para o semestre seguinte e deixam para vir até a secretaria da instituição apenas na última semana do prazo, gerando filas e, inevitavelmente, alguma insatisfação com isso.
Neste texto, abordaremos algumas estratégias para utilizar as mídias sociais, que são canais poderosos na comunicação com os alunos no período de férias, visando, principalmente, as renovações de matrículas e o sucesso nos números de retenção.

 

Estratégia de conteúdo

 

É necessário possuir engajamento dos alunos com as mídias sociais da instituição durante todo o ano, para que, no período das férias, esse mesmo engajamento seja mantido.
Essa afirmação parece óbvia, mas tem um significado extremamente profundo do ponto de vista de negócio.
Pense comigo: que tipo de conteúdo é produzido atualmente pela sua instituição de ensino?
Talvez você me responda que o principal tema que pauta as suas publicações seja relacionado a campanhas comerciais, voltadas para captação.
Talvez, na verdade, seja apenas a replicação das matérias publicadas no site. Mas, em algum momento, foi construída uma estratégia de conteúdo pensando no que o público, a quem esse conteúdo se destina, deseja consumir.
Se desejamos obter tal engajamento, precisamos realizar planejamento do conteúdo de forma estratégica.
Aqui, apresento dois pontos básicos para te ajudar nesta missão.

 

1.   Personas

 

O conteúdo de qualidade em mídias sociais deve ser pensando para alunos, candidatos e comunidade online e não para a própria instituição de ensino. Se desejamos obter a atenção do nosso público, precisamos conhecê-lo para que as publicações realizadas falem a língua deles!
Um exercício simples para obter o padrão de linguagem ideal para sua instituição é pensar: se a sua instituição fosse uma pessoa, como ela seria? Homem ou mulher? Qual idade? Que tipo de assunto desperta o interesse dessa persona?
Depois de responder a essas perguntas, as mesmas devem ser feitas relacionadas ao seu público. Quem são eles? O que desperta o interesse deles?
Por fim, deve-se pensar como a personificação da sua marca deve se relacionar com cada um dos públicos listados.

 

    2. Linhas de conteúdo

 

Depois de definir as características do seu público e da sua marca para chegar ao tom ideal de linguagem, é hora de pensar em como estruturar as informações geradas pelas áreas de negócio.
Mapear com antecedência quais as informações que cada departamento –  coordenação de curso, biblioteca, secretaria e demais setores da instituição –   produze ao longo do semestre, permite que haja um planejamento prévio e uma elaboração de um calendário de postagens. Assim, pode-se evitar as famosas publicações de última hora.
Vamos a um exemplo prático, para ilustrar melhor a importância deste planejamento: normalmente as coordenações dos cursos de enfermagem das IES realizam a semana da enfermagem, um evento voltado para alunos e professores do curso.
Essa ação acontece todos os anos no início do mês de maio, quando é celebrado o dia da profissão. Embora seja uma data fixa, as informações acabam chegando nos departamentos de comunicação e de marketing em cima da hora e, como reflexo, o conteúdo divulgado acaba se tornando-se meramente informativo.

Se o mapeamento for feito no início do ano e esse evento entrar no planejamento de conteúdo, será possível produzir um briefing contendo os objetivos ao qual o evento se propõe e as informações sobre o público ao qual se destina. Desta forma, haverá tempo hábil para, talvez, se criar uma micro campanha que estimule o público a  percorrer o caminho até o objetivo desejado inicialmente pelo evento. Isso é engajar alunos!

 

Engajar os alunos e potencializar a renovação de matriculas

 

Seguindo a mesma lógica acima, me responda: quais outros cenários acontecem anualmente nas instituições e que podem ser melhor planejados, levando em consideração a relação objetivo versus público, para a produção de uma campanha que gere o engajamento desejado? Isso mesmo, o período de férias e as renovações de matrículas!
Sendo assim, além de antecipar ações que alertem os alunos para o período de renovação que se aproxima, a produção de publicações relacionadas ao clima de férias que os alunos estão vivenciando, pode ser uma ótima pedida para mantê-los atentos ao canal social da instituição.
Então por que não postar dicas de filmes, opções de lazer, status de sentimentos e até mensagens dizendo que eles fazem falta no dia a dia do campus? E, entre uma dica e outra, postar informes sobre o período de renovação de matrícula!
Outra opção é envolver ações off-line no planejamento, como concursos culturais para distribuição de brindes, tais como ingressos para cinemas ou shows.
Dependendo da infraestrutura do seu campus, abri-lo para ações esportivas, caça ao tesouro ou simplesmente como espaço de leitura, pode promover um maior envolvimento deste público com a IES.
Com os alunos engajados durante o período de férias, fica mais fácil estimular a renovação das matrículas via mídias sociais.
O ideal é criar uma série de publicações correlatas, com padrões visuais e de linguagem, que devem ir ao ar durante o período de renovação. Use dicas e informações diferentes e que despertem o interesse do aluno.
Em casos de renovações online, uma boa opção é lembrá-los de que, o processo de renovação é bem rápido. Assim, o tempo que ele gastaria em uma eventual fila no setor de atendimento ao aluno, poderá ser aproveitado para curtir suas férias!
Já no caso das renovações obrigatoriamente presenciais, é possível tentar transformar o momento em uma atividade legal. Por exemplo, estimular que os amigos de turma marquem um reencontro para efetuarem a renovação juntos e de lá façam algum programa.
Seja qual for o conteúdo e a estratégia escolhidos, o ideal é sempre estimular a interação via comentário ou inbox. Isso faz com que mais pessoas sejam impactadas por aquela informação e criem laços de pertencimento.
Além disso, questionamentos que chegam via inbox servem de base para produção de novos conteúdos.
Se, por exemplo, muitas pessoas passam a perguntar sobre a documentação necessária para efetuar a renovação, esse pode ser o conteúdo da próxima postagem da série de publicações. Não acha?
Isso fará com que menos pessoas precisem ligar para a secretaria, diminuindo o tempo de espera dos alunos que aguardam atendimento.
Além disso, aos poucos, você vai, qualificando o conteúdo que está sendo publicado e alinhando-o às expectativas de consumo daquele público específico. Afinal, é isso que gera engajamento.

Você conhece outras dicas para engajar os alunos a renovarem matrícula? Se sim, compartilhe conosco, se não, nos conte o que achou dessas dicas que compartilhamos com você.

Leia também: Processo de renovação de matrículas: como o programa de mídias sociais pode ajudar

Planeta Y: