Sobre o vírus 

Segundo o ministério da saúde  O agente do coronavírus foi descoberto em 31/12/19 após casos registrados na China, o vírus causam infecções respiratórias e provoca a doença chamada de coronavírus (COVID-19).

Coronavírus e o impacto na educação 

Os efeitos do COVID-19 afeta todas as áreas da sociedade e não apenas os infectados, com isso o impacto ocorreu também para o mercado educacional de vários países, incluindo o Brasil. 

O impacto do coronavírus na educação foi a nível mundial. Segundo a última atualização da Unesco  87% da população estudantil ao redor do mundo tiveram suas aulas suspensas ou reconfiguradas. 

A suspensão das aulas presenciais, é uma tentativa de reduzir a disseminação do vírus e o risco de contágio. 

Neste texto iremos percorrer em linha temporal as fases estendidas da crise do Coronavírus e o impacto na educação. Logo, veremos também como as IES podem realizar a gestão de crise por meio de monitoramento nas mídias sociais

1ª Onda: Vão colocar Álcool em gel nos banheiros?

Os métodos de prevenção do contágio do vírus COVID-19 logo foram divulgados por todos os meios de comunicação. Sendo um deles lavar as mãos durante 40 segundos com água e sabão ou usar álcool em gel. 

A primeira crise ocorreu quando os alunos começaram a manifestar que as instituições não disponibilizaram álcool em gel e em alguns casos faltava sabão nos banheiros. 

2ª Onda: Caso de coronavírus na minha IES?

A pandemia ocorreu em grande escala no mundo por ser um vírus infeccioso novo, não sabendo quantas pessoas ele é capaz de infectar caso nenhuma medida seja adotada.

A contaminação é transmissível de uma pessoa para outra mesmo antes da pessoa infectada ter os primeiros sintomas da doença. Os primeiros casos do vírus no Brasil ocorreram na cidade de São Paulo, logo começaram as especulações de casos dentro das instituições.

Alunos começaram a expor as pessoas com possíveis caso de contaminação, passaram a cobrar das instituições a paralisação das atividades presenciais.

3ª Onda: Vão cancelar as aulas?

Com o crescente número de casos de contágio o ministério da saúde passou a recomendar evitar aglomerações de pessoas. 

Os alunos se manifestaram nas mídias sociais os riscos que corriam ao ter que se deslocar para as IES, durante o percurso realizado por meio de ônibus ou metrô. Logo, começaram a questionar a quantidade de alunos em salas de aulas e nas áreas comuns das instituições.

4ª Onda: Qual o período de paralisação?

Após a divulgação do plano de contingência nacional para infecção humana pelo coronavírus divulgado pelo Ministério da saúde, informando as medidas a serem tomadas para que a pandemia não tome maiores proporções no país.

Uma das medidas indicadas para a prevenção de novos contágios é o isolamento social. Medida essa que informa que não haja aglomerações de pessoas. 

O MEC autorizou a substituição de aulas presenciais para o modo on-line por 30 dias para ensino superior. As IES também ficam autorizadas a suspender todas as aulas por 30 dias, em vez de fazer a substituição pela modalidade virtual. 

A substituição temporária das aulas presenciais poderá ser prorrogada conforme a orientação do ministério da saúde.

Após a decisão das IES de suspensão ou substituição da modalidade de aula, os alunos passaram a se preocupar e questionar por quanto tempo ocorreria a decisão. 

Os assuntos mais comentados entre os alunos são como seriam repostas as aulas sem prejudicar o calendário acadêmico. 

5ª Onda: Aula on-line? não funciona.

A medida de substituição das atividades presenciais por on-line foi adotada por várias IES em todo Brasil e mundo. 

Assim que os estudantes começaram a migrar para as plataformas das instituições, iniciaram as reclamações sobre os sistemas virtuais. 

Algumas IES não tinha suporte para que os sistemas tivesse o grande número de acessos simultâneos, com isso gerou sobrecarga, lentidão e crise. 

As principais reclamações dos alunos sobre o modelo de aula on-line é a própria plataforma disponibilizada, alegando que as plataformas apresentam erros de lentidão e até mesmo que são de difícil acesso. 

6ª Onda: Vão reduzir a mensalidade?

Um dos maiores impacto do coronavírus na educação ocorreu devido a paralisação das atividades presenciais, e a não aceitação do módulo virtual perante a comunidade dos estudantes, os mesmos passaram a questionar como poderiam ser ressarcidos financeiramente. 

Nesta última etapa da crise os alunos de IES, assim como os pais de alunos do ensino básico, começaram a recorrer às mídias sociais para expor seus questionamentos quanto o pagamento das mensalidades. 

Os estudantes do ensino superior alega que não contrataram o modelo de ensino virtual e que estão pagando para ensino presencial. Devida a não aceitação do módulo virtual, seja por falta de infraestrutura da própria plataforma ou até mesmo a não aderência de uso. Os alunos não querem pagar o período que estão sem atividade presencial. 

Advogados da OMS – Organização mundial da saúde informa que deve haver um consenso entre empresas de todos os setores e consumidores. O Semesp expôs algumas sugestões para as IES neste momento de crise devido ao coronavírus. 

Monitoramento para gestão de crise do coronavírus 

Monitorar as mídias sociais em período de crise não é apenas fundamental, mas, essencial. Ao realizar o monitoramento das citações das mídias sociais cruzando com as informações dos indicadores de mercado (IDM), traz uma visão ampla de como está a saúde da marca com o capital social

Abaixo mostramos os 6 impactos do coronavírus na educação que ocorreram neste período de epidemia COVID-19 cruzadas com os Indicadores de mercado

Seguimos com alguns exemplos reais de citações de alunos para as IES realizadas nas mídias sociais em cada etapa da crise. 

Falta de itens de higienização das mãos 

Coronavírus e o impacto na educação

As citações negativas referente a falta de itens de higienização das mãos, impactam no Indicador de mercado, infraestrutura da IES.
O IDM Infraestrutura tende a receber o maior número de citações nas mídias sociais, pois tem relação com o que os alunos lidam no dia a dia: WiFi, portal do aluno, estacionamento, limpeza, manutenção, mantimentos, acesso à IES, etc. 

Além dos fatores referentes à estrutura física, o IDM Infraestrutura também engloba as citações referentes à equipe administrativa e ao atendimento presencial da IES.

Caso de COVID-19 na IES

Caso de COVID-19 na IES

As citações negativas de suspeitas de casos de infecção do COVID-19, impactam no Indicador de mercado, relacionamento da IES. 

O IDM Relacionamento reúne todas as citações referentes a instituição de ensino, feitas de forma direta ou indireta, que representem uma oportunidade de relacionamento entre IES, candidatos, alunos e comunidade.

Cancelamento das aulas presenciais 

Cancelamento das aulas presenciais
As citações negativas solicitando a suspensão das aulas presenciais, impactam nos indicadores de mercado, Infraestrutura, relacionamento e atuação ética. Os indicadores infraestrutura e relacionamento, vimos nos dois exemplos anteriores. 

O IDM Atuação Ética está relacionado às ações de responsabilidade social promovidas pela IES e às atividades externas desenvolvidas pelos alunos para comunidade.

Atuação Ética também está relacionado a fatos que ocorrem no dentro do campus, como os trotes violentos, e como a IES se posiciona a respeito. Assim como no caso de suspensão de aulas por motivo de prevenção da saúde de toda a comunidade acadêmica.

Aulas Virtuais

As citações negativas de reclamações sobre o módulo de aulas on-line, impactam nos indicadores de mercado, infraestrutura e qualidade de ensino. 

A percepção da qualidade de ensino engloba tudo o que se relaciona com o aprendizado e a satisfação do aluno, como por exemplo, o que eles estão falando sobre os cursos ou palestras ministradas na IES, atividades, eventos acadêmicos e aulas virtuais. 

O IDM Qualidade de ensino é um dos indicadores do mercado educacional mais importante no monitoramento das mídias sociais, pois demonstra qual é real percepção dos alunos e do público externo sobre a qualidade e a imagem da IES.

Mensalidade

As citações negativas solicitando a redução da mensalidade ou o cancelamento do pagamento dos meses sem aulas presenciais, impactam nos indicadores infraestrutura e preço. 

O IDM Preço indica a percepção de valor que seus candidatos e alunos tem da sua instituição. Essa percepção pode ser afetada, por exemplo, pelo mau gerenciamento de uma crise ou pela falta de engajamento da IES em solucionar os problemas verbalizado nas mídias sociais.

Quando a experiência é negativa, a qualidade da instituição é colocada em dúvida e questiona-se o valor pago mensalmente pelo curso.

Demostramos que o impacto do coronavírus na educação gerou 6 principais crises nas IES , o Planeta Y esteve presente realizando monitoramento do mercado educacional neste momento de crise. 

Me conta, o que você achou do nosso conteúdo e como você está resolvendo esses impactados na sua instituição?

Quer conhecer mais sobre monitoramento de mídias sociais e como gerenciar os momentos de crise na sua IES? Clica aqui e fale com nossos especialistas.

Pedro Rangel: